fechar× Entre em contato (71) 3565-5583/ Whatsapp (71) 98193 4241

Áreas rurais do Brasil têm cobertura 4G duas vezes pior em relação a grandes cidades



Ir para o interior e tentar se conectar à Internet com qualidade é um desafio para os brasileiros, principalmente para quem está acostumado a usar o 4G na maior parte do tempo nas grandes cidades. Essa é uma das conclusões do novo relatório da Opensignal, empresa de análise móvel, sobre as diferenças entre a experiência de rede de áreas rurais e urbanas do Brasil.

A pesquisa foi realizada entre 1 de abril e 30 de junho com dados de 1.080.679 celulares. Para a análise, foram utilizados como base critérios de topografia e densidade populacional do IBGE. Esses critérios dividem os municípios brasileiros entre urbanos, intermediários e rurais.

O QUE É A DISPONIBILIDADE 4G?

A disponibilidade não é uma métrica de cobertura ou de extensão geográfica de uma rede. Os dados medem a proporção de tempo que as pessoas têm conexão à rede nos locais que elas normalmente frequentam. Avaliando quando as pessoas possuem conexão ao invés de onde, temos um reflexo mais preciso da verdadeira experiência do usuário.

Os usuários do 4G em cidades consideradas urbanas contam, em média, com 75% de disponibilidade de sinal, contra 41% em regiões rurais. Isso significa que a proporção de tempo que os brasileiros em áreas urbanas têm sinal de 4G disponível é 1,8 vezes maior em relação àqueles que estão no interior. Os números também mostram que a liberação do espectro de conexão em 700 MHz após o desligamento da TV analógica vem trazendo efeitos positivos para a experiência móvel dos brasileiros.

Apesar da disparidade entre regiões, o Brasil segue evoluindo em termos de conexões móveis. Dentre as principais operadoras, a TIM se destacou com cobertura 4G de 84% nos municípios urbanos e 53% nos rurais. A Oi tem as piores métricas em ambas as análises: 64% nas regiões urbanas e apenas 14% nas rurais. O mau desempenho é explicado pelo fato de a operadora ainda não contar com a faixa de conexão de 700 MHz.

Na análise de 3G/4G por operadora, Claro, Vivo e TIM mostraram bom desempenho nas áreas urbanas, com média de 92% de disponibilidade. Nas regiões rurais, a Vivo se destaca com 80%, contra 76% da Claro, 75% da TIM e apenas 38% da Oi. Leia a revista
Redação, 27.SETEMBRO.2019 | Postado em Inovação

Carregando...