fechar× Entre em contato (71) 3565-5583/ Whatsapp (71) 98193 4241

PMEs encontram juros mais baixos através de empréstimo com fintechs

Pequenas e médias empresas (PMEs) que precisam de investimentos para alavancar seu crescimento, estão buscando financiamento em fintechs com o objetivo de fugir dos altos juros praticados pelos bancos tradicionais. Uma opção é a operação de crédito mais simples e barata, como na modalidade peer-to-peer lending (P2P) ou empréstimo coletivo, famosa nos EUA e na Europa, e que vem se destacando no Brasil por facilitar este processo, conectando investidores e PMEs.

A seleção das empresas é criteriosa, mas a análise de crédito é totalmente diferente das praticadas pelas instituições financeiras tradicionais: digital e 90% automática, com o uso de inteligência artificial. São avaliados dados sobre o potencial do negócio, como consultas automatizadas aos bureaus de crédito, pré-análise automática e até avaliações de redes sociais.

A fintech Nexoos é pioneira nesta modalidade no país e é uma das que conseguem oferecer os financiamentos a uma taxa de juros mais baixa – até 70% menor –, com menos burocracia. O processo para aprovação é 100% digital. Com dois anos de operação, a fintech já financiou mais de 180 empresas e transacionou mais de R$22 milhões em operações de crédito.

"Os empréstimos são uma oportunidade para crescimento e investimentos das PMEs e temos muitas empresas buscando financiamento para crescer em 2018", explica Daniel Gomes, CEO da Nexoos. Com este cenário, as fintechs têm sido ótimas opções de empréstimos para PMEs, já que facilitam o acesso dessas a investidores, possibilitando melhores taxas e condições de pagamento.

E é por esse motivo que as empresas que buscam crédito para crescer no próximo ano têm diversos motivos para preferir negociar com as startups do que com os bancos. O CEO da Nexoos listou os cinco principais motivos para escolher uma Fintech na hora de buscar empréstimos. Confira:

(01) Tudo online
A análise de crédito é digital e 90% automática, com o uso de inteligência artificial – a Nexoos desenvolveu um algoritmo exclusivo para precificar as empresas. As métricas para aprovação se baseiam em dados que apontam o potencial do negócio, como consultas automatizadas aos bureaus de crédito, pré-análise automática e até avaliações de redes sociais das empresas requerentes.

(02) Sem burocracia
O simples fato do processo ser online, o torna menos burocrático, uma vez que o empreendedor não precisa ir ao banco com uma lista de documentos e falar com diversas pessoas, até finalmente aprovar o empréstimo. Ele resolve tudo sem precisar se locomover e em menos tempo.

(03) Rapidez
As empresas são apresentadas aos investidores cadastrados na plataforma durante a Rodada de Investimentos, que dura algumas horas, até que o valor solicitado seja arrecadado por meio dos aportes dos investidores na modalidade peer-to-peer lending (P2P) e a empresa recebe o valor total do empréstimo em até sete dias. No banco esse processo leva em torno de 45 dias.

(04) Taxa de juros mais baixa
As taxas de juros praticadas na Nexoos são bem menores que as vigentes nos bancos tradicionais. Elas são calculadas com base em dados quantitativos das empresas (tais como contrato social e extratos bancários) e qualitativos (como a presença e reputação online e potencial de crescimento do negócio).

(05) Maior transparência
Uma das prioridades da Nexoos, reconhecida por seus clientes, é a transparência nas informações apresentadas – tanto às empresas quanto aos investidores. “As taxas e condições são informadas em sua totalidade, de modo que não há “surpresas” ou valores extras a serem pagos”, explica o CEO.
  Leia a revista
Editorial, 01.MARÇO.2018 | Postado em Startup

Carregando...